Como atender uma boa menina na faculdade

GT DA BROTHERAGEM

2020.09.14 13:44 JustCallMeLyraM8 GT DA BROTHERAGEM

GT DA BROTHERAGEM
/cc/
>eu tenho um amigo bem próximo
>amigo não
>ele é tipo um irmão
>amo aquele filho da puta
>vamos chamar ele de Maicão
>nos conhecemos no jardim da infância
>dividíamos o todynho e o biscoito passatempo no recreio
>bolachaéocaraio.mp3
>estudamos na mesma turma até a quinta série quando os pais dele se mudaram pra longe da escola
>ele continuava morando na mesma cidade, mas tava numa escola diferente
>ainda assim nos víamos todos os fins de semana
>nossas famílias se tornaram amigas também
>tudo era um mar de rosas até o final de 2004
>ano 2005
>entra uma aluna nova na minha turma
>o nome dela era Thais
>lembro como se fosse ontem do momento em que ela entrou na sala
>tudo parecia ter ficado em câmera lenta
>o sol batia nela
>o ventilador soprou seus cabelos
>ela marchava como uma égua manga larga do trote formoso
>paudureci naquele exato momento
>o foda é que eu tava em pé naquela hora e a primeira aula era de educação física
>short.gif
>todo mundo da sala começa a rir de mim e a gritar
>me chamaram de pau retrátil porque foi só a menina aparecer que ele subiu
>morri de vergonha naquela hora
>sentei na cadeira e pus a mochila no meu colo
>eu só queria sumir
>até a professora riu
>mas a Thais não
>ela sentou atrás de mim e disse pra eu não ligar pra eles e que eu ficava lindo com vergonha
>caraio vei não pude acreditar
>eu era tão tímido que pedi pra ir no banheiro na mesma hora e fiquei trancado lá até a hora do recreio
>quando o recreio chegou eu pus o dedo na goela na frente da sala dos professores
>acho que vomitei até meu intestino naquela hora
>comecei a dizer que tava passando mal
>os professores me liberaram da escola e fui pra casa mais cedo
>chego em casa e passo a tarde toda tendo fantasias masturbatórias com a Thais
>eu era tão beta quanto aqueles peixes de briga
>quando a noite chega eu corro pra casa do Maicão
>conto tudo pra ele feliz da vida
>Maicão fica feliz por mim
>brodagem.rar
>segue o jogo
>durante o resto do ano eu iria me aproximar cada vez mais da Thais e me afastar cada vez do Maicão
>ele dizia que ela tava me afastando dele mas eu discordava
>dizia que era coisa da cabeça dele
>o tempo passa
>a Thais é promovida à pitanguinha e a distância entre mim e meu brother ia aumentando cada vez mais
>um dia briguei feio com o Maicão quando ele disse que ela tava cmg só por conta do meu dinheiro
>eu não era rico, mas da escola eu era o mais bem de vida
>meu pai era o único que não tava preso e não trabalhava com drogas
>minha mãe não trabalhava na zona
>zoas ela trabalhava sim
>ela agenciava a tua mãe, aquela puta boqueteira
>zoas de novo, minha mãe era artista plástica
>um dia eu acabo falando pra Thais que o Maicão tava se sentindo escanteado
>ela começa a me dizer que era inveja do nosso relacionamento e que ele só queria nos separar
>acabo dando ouvidos a ela e brigando feio com ele
>putaquepariuqueburrice
>nunca devia ter dado ouvidos à ela
>foco no gt
>paro de falar com o Maicão e cada vez mais me entrego pra a Thais
>toda semana era cinema
>lanche na Mc Donald’s
>roupa na Marisa
>minha mesada começou a ser exclusivamente dela
>um belo dia recebo uma mensagem do Maicão dizendo que a Thais tava me traindo
>respondi mandando ele tomar no cu
>ja faziam uns 5 meses que eu não falava com ele e do nothing ele vinha com um papo desses
>ele disse que eu devia ficar atento aos sinais
>não dou a foda pro que ele diz e continuo o namoro
>na semana seguinte vejo ela com uma marca roxa no pescoço
>ela diz que tinha caído da escada
>eu disse que acreditei mas fiquei desconfiado
>nada me tirava da cabeça oq o Maicão tinha me dito
>procuro ele e conto oq aconteceu
>diferente de mim ele não era um filho da puta
>Maicão me ove e depois me conta tudo que sabia
>a Thais tinha vindo da escola em que ele estudava
>ela era conhecida como viúva negra na escola
>ela se prendia à um macho e sugava tudo dele até ele não ter mais nada
>sim, ela tmb sugava o pau
>não, ela não tinha sugado o meu ainda
>Maicão continua a história dizendo que tinha visto ela saindo da casa de um carinha que morava no mesmo bairro dele
>até aí não vi nada demais
>mas ele me disse que ela tinha dado um beijo na boca do cara na saída e quando virou de costas o cara deu um tapa na bunda dela
>ÉOQ?!
>aquela vadia não tinha nem sequer me deixado pegar na bunda dela ainda
>dizia que era só depois do casamento
>eu era beta betoso full +15
>ela me levava pra igreja todo domingo
>acreditava nela sem questionar
>caio no choro e o Maicão me consolou
>disse que eu não tava sendo um bom amigo mas que ele nunca deixou de me ter como irmão
>bolamos desmascarar ela juntos
>ela ia pra casa dele toda sexta de noite
>realizo que era a hora que a mãe dela saía de casa pra ir pro culto de oração da igreja
>caraio_como_sou_burro.jpeg
>chifre.rar
>no dia seguinte falo com a Thais como se nada tivesse acontecido
>ela diz que me ama
>digo que amo ela tmb
>caraio, eu queria matar ela ali naquela hora
>mas amava aquela desgraçada
>feelsbad.png
>sexta feira
>19h
>tava com o Maicão escondido na rua da casa dela
>avistamos a mãe dela saindo de casa
>corremos pra mãe e contamos a história
>mãe não acredita, mas topa ir com agnt até a casa do talarico
>19:30h
>Thais sai de casa com um short enfiado no cu
>pqp pra quê enfiar tanto ssaporra?
>tava tão fundo que ela devia ta sentindo do gosto dele
>seguimos ela de longe
>a vadia entra na casa do moleque
>nessa hora a mãe dela já queria matar ela, mas eu fiz ela esperar
>entrei dando um chutão na porta da frente
>queria pegar ela com a boca na botija
>e consegui
>infelizmente a botija em questão era a rola do cara
>ela tava engolindo o pau daquele moleque com uma facilidade absurda
>nem sua mãe consegue engolir minha piroca tão fácil
>foco no gt
>Thais leva um susto tão grande na hora que morde o pau do cara
>num ato reflexo por conta da dor o cara da um murro na cara de Thais
>ela cai no chão
>a mãe dela comeca a bater nela com uma havaianas e depois começa a arrastar ela pelos cabelos pra fora de casa
>a Thais é arrastada pela rua até chegar em casa
>racho o bico com a cena como mil hienas comemorando a morte do Mufasa
>peço perdão pro Maicão pela cagada que fiz
>Maicão diz que fui um idiota, mas que era o irmão dele e que nada iria nos separar
>dois dias depois Thais chega na escola toda roxa
>tinha apanhado tanto que o conselho tutelar tirou a guarda dela da mãe
>ela chega perto e diz que quer falar CMG
>ignoro
>ela me puxa pelo braço, olha no meu olho e diz:
>como vc descobriu?
>digo que o Maicão me contou tudo
>ela diz que vai pra um orfanato hoje. Só foi na escola buscar sua transferência.
>Kkkkkjkkjjjk
>ela diz que eu posso rir agora, mas quem ri por último ri melhor. Disse também que nunca iria esquecer aquilo e que o Maicão iria pagar por ser x9
>puxo meu braço, dou as costas e vou embora
>ano 2016
>terminei a escola e faço faculdade
>Maicão faz o mesmo curso que eu e estudamos na mesma turma novamente
>full brothers +15
>desde o episódio com a Thais nunca mais tínhamos brigado
>trabalhávamos, tínhamos nossa independência
>tudo ia bem até recebermos o convite para uma festa que rolaria naquela noite
>eu e o Maicão dividiamos o apartamento agora
>o convite veio por baixo da porta dentro de um envelope
>open_bar.jpeg
>o envelope vinha com 2 pulseiras
>as pulseiras davam acesso à área vip da festa onde rolaria os alcoolismo
>ficamos relutante por um momento até abrirmos a carta
>a carta tava endereçada à mim e ao Maicão
>era uma letra de mulher
>não tinha muita informação só dizia que não deviamos perder a festa por nada e que lá tudo seria explicado
>não tinhamos nada à fazer então topamos
>22h
>party.time.jpeg
>logo de cara fomos recebidos por duas loiras peitudas que estavam de camisa branca
>ambas estavam dançando na entrada da festa enquanto se molhavam com uma mangueira
>séélococuzão.rar
>a festa tinha uma proporção de 4 depósitos para cada homem
>a cada dois homens, um era gay
>era tipo o plenário da câmara dos deputados só que ao contrário
>quando entramos no salão principal todo mundo virou pra a gente
>tipo aquela cena do universidade monstro
>as depósitos cochichavam entre elas
>pensamos que tinha algo errado conosco mas a vdd é que éramos os caras mais lindos dali
>na vdd nem éramos isso tudo, mas tínhamos rola e éramos heterossexuais
>feelsalpha.png
>fomos andando até a área vip
>a decoração da festa era cheia de fotos de uma depósito
>era uma ruiva 10/10
>a festa devia ser dela
>tive a impressão que ja tinha visto ela em algum lugar
>áreavip.gif
>a área vip era lotada de bebidas
>não tinha uma depósito abaixo de 8/10
>no buffet tinha camarão e lagosta
>mano do céu era a festa mais foda que eu ja tinha ido
>quando olho pro lado ta o Maicão atracado com uma mina
>dois minutos depois a mina larga ele e agarra outra mina
>ÉOQ?!
>aquilo tava parecendo um bacanal grego
>uma coisa no entanto me incomodava
>quem teria nos convidado?
>avisto a anfitriã da festa, aquela ruiva 10/10
>ela se aproxima de mim lentamente
>mano do céu, paudureci na hora
>só conseguia imaginar eu enfiando o pau tão fundo nela que quando eu terminasse ia ta na camada do pré-sal
>a calça aperta e ela percebe que estou preparado para o abate
>fico sem graça e tento disfarçar
>ela vem por trás de mim, ri e diz que eu fico lindo com vergonha
>gelei na hora
>caraio, era a Thais - pensei
>pergunto se ela era a Thais
>ela ri e me chama de idiota.
>diz que seu nome é Raquel
>caraio, ela nao tinha nada a ver com a Thais
>errei feio, errei rude
>pensei que tivesse estragado minha chance
>raciocinando com a destreza de um crackudo na fissura e digo:
>é porque thaislinda com essa roupa
>ela ri, eu rio, segue o jogo
>nessas horas eu nem sabia mais que existia um Maicão
>só pensava em mergulhar naquelas tetas magníficas
>na boa, se ela fosse minha mãe eu mamaria até hj
>quando olho pro lado o Maicão tava agarrado com duas ao mesmo tempo
>bodyshot.gif
>caraio o Maicão tava levando uma surra de peito na cara enquanto bebia e eu no 0x0
>me aproximo da ruiva já na maldade
>ela chega do meu lado
>põe a mão no meu ombro e fala na minha orelha direita:
>quem é esse teu amigo?
>poooooooooooorra.mp3
>o moleque ja tinha catado duas e agora ia catar a ruiva
>tive vontade de mandar ela se fuder, mas ele era meu brother, não podia prejudicar ele
>nenhuma depósito ficaria entre nós
>não deu nem 10 minutos do momento que disse o nome dele pra ela e ela ja tava agarrada nele
>a ruiva chupava a língua dele como se fosse o último picolé do verão
>avisto uma depósito 9/10 dançando sozinha
>penso em me aproximar, mas antes que eu chegue a ruiva puxa ela e põe na roda com o Maicão
>ja não entendia mais nada
>eu sempre pegava as depósitos +/10 do que ele e agora ele tava numa orgia de bocas e eu sem nada
>começo a beber
>realizo que ta na hora de baixar as expectativas
>avisto uma ananzinha 5/5 escorada no balcão
>me aproximo dela e pergunto se o pai dela era padeiro
>ela pergunta se era pq ela era um sonho
>eu digo que era pq eu queria comer a rosca dela
>sério que anã rabuda do carai
>a anã me dá um tapão e sai de perto
>vsf que festa merda do carai
>comecei a beber descontroladamente pra compensar a frustração
>dou em cima da garçonete
>a garçonete era uma trans
>ela me esnoba e vai embora
>vômito.rar
>caraio nem a mulher com rola me quis
>decido que hoje não é meu dia e que ta na hora de voltar pra casa
>procuro o Maicão pra ir embora cmg
>vejo ele entrando no carro com duas 1,5 depósitos
>pensei que ele tivesse indo pra um motel ou algo do tipo
>ele tava de mãos dadas com a ruiva e com a anã 5/5
>a ruiva olha pra mim, da uma risada e depois um xauzinho
>caraio que raiva daquela ruiva
>me esnobou e agora vai dar pro meu brother
>faço sinal pro Maicão que vou embora
>ele grita “Oklahoma”
>era nosso sinal secreto
>significava que ele ia realizar o ato de socação intra uterina e que eu não deveria incomoda-lo
>entendo o recado, dou meia volta e volto pra casa
>chegando em casa
>tudo girava por conta do álcool
>brinco um pouco com o o Visconde de Sabugosa até ele cuspir
>durmo
>no dia seguinte acordo com dor de cabeça, deitado no sofá
>percebo que tinham 537272717 chamadas não atendidas no meu celular
>todas do Maicão
>imagino todas as desgraças do mundo
>comeco a ligar de volta mas ele nao atende
>recebo uma ligação de um número desconhecido no meu celular
>é uma mulher
>ela ria descontroladamente
>disse que estava na festa o tempo todo me observando
>pergunta se a noite foi boa e se eu peguei alguém
>mando ela tomar no cu e digo que peguei a mãe dela
>ela racha o bico e diz que é impossível pq a mãe dela foi a primeira a pagar oq devia
>gelei na hora
>reconheci a voz
>era a Thais
>ela começa a contar seu plano do mal
>diz que foi parar num orfanato depois daquele episódio
>que apanhou muito da família onde foi parar mas a família era podre de rica
>a família produzia festas tipo o tomorrowland
>viajaram pra fora do país e levaram ela junto
>disse que por muito tempo quis se vingar mas a família não dava a foda
>dois meses atrás a família tinha morrido num acidente de carro e ela ficou como única herdeira
>ela pôs como meta de vida concluir a vingança que passou anos arquitetando
>disse que a festa foi planejada por ela
>que todas as depósitos da área vip foram contratadas por ela baseadas no meu tipo de mulher
>pergunta como me senti não pegando ngm e vendo o meu “amiguinho” catando todas
>respondo que a vingança dela era uma merda e que tava feliz pelo meu brother
>ela racha o bico e diz que a vingança dela não era me deixar sem pegar ngm
>ela queria se vingar dele por ele ter dedurado ela
>pergunto qual vingança há em encher a rola dele de depósito
>você verá - ela me disse
>desligo o espertofone e percebo que chegou uma mensagem do Maicão no oqueapp
>faz uma semana que o Maicão toma mais coquetel que o Amaury Jr.
pica relatada da mensagem
https://preview.redd.it/9o5g9y8ep3n51.jpg?width=1080&format=pjpg&auto=webp&s=3dbefd7c59d10e7b40b9168ddac79176762f8591
submitted by JustCallMeLyraM8 to gtsdezbarradez [link] [comments]


2020.01.22 15:29 coracaothrowaway Dor que simplesmente não passa.

Oi oi oi, pessoas. Tudo bem? Eu vim aqui fazer um desabafo por que me sinto muito desolado com a situação que vivo hoje. Então senta aí que vocês vão ouvir um marmanjo choramingando.
Tenho 21 anos e faço História em uma federal do sudeste, sempre fui muito inteligente segundo as pessoas (rs) mas sempre tive problemas com mulheres. Eu sempre pedia conselhos das minhas amigas no ensino médio e nos primeiros semestres da faculdade. Até quando uma amiga falava que não queria falar comigo eu pedia uma consultoria dela (rs) para o que eu poderia mudar.
Mas tudo isso muda quando eu conheço ela. Chamaremos ela de Frida, por que ela é fã. Eu e Frida nos conhecemos em uma roda de debate na facul, no mesmo dia nos encontramos em um sarau à noite, também na facul. Puxei minha melhor amiga no canto e pedi umas dicas. Fui lá e consegui um beijo! Ela era a moça mais linda que já vi, inteligente, trocava um papo da hora, entendia bem de política e ainda envolvida em movimentos estudantis, me apeixonei na mesma hora.
Não foi meu primeiro, mas cara, como eu queria que fosse. Trocamos números e continuamos a conversar todos os dias, nos vendo também, às vezes rolando e às vezes não rolando essa ficada
Certo dia, uma amiga me falou que era pra eu chamar ela pra minha casa assistir Netflix. Ela me chamou pra ir pra casa dela, pois achava melhor e era pra eu levar uns filmes para nós, já que seria mais legal do que Netflix. Fiz uma seleção de filmes top, sabia que tinha que impressionar já que ela faz artes cênicas. Decidir fazer o meu move, nos beijamos e perguntei se eu podia tirar minha camisa. Ela falou que não, por que ela não era assim. Depois desse dia, nunca mais nos falamos do mesmo jeito.
Passada umas semanas eu chamei ela pra sair, ela aceitou, mas falou que levaria um amigo. Eu aceitei, pois queria muito vê-la. Frida levou esse rapaz, que vamos chamar de João. João é gay e tava afim de mim, segundo Frida, desde pouco depois de eu ter começado a ficar com ela, pensei que era um menáge, mas não era nada disso, ela tava tentando me arranjar para o cara. Até aí tudo bem, eu peguei um Uber p casa depois de uma noite agradável em um boteco. João puxou papo comigo no whats e eu continuei a conversar com ele. Quando ele perguntou se eu queria ficar com ele, eu fiquei com medo de caso eu dissesse não ele fosse falar pra Frida e eu perdesse o amor da minha vida. Aí eu disse que sim.
Alguns dias depois Frida me chama p sair com João e mais um cara misterioso e quando eu chego lá, bum. É um dos caras mais detestáveis que eu conheço ele é minion, fútil que só pensa em academia e ainda ficava com uma amiga minha e de Frida e saiu espalhando que “comeu” ela pra todo mundo. Eu me segurei pra não falar umas poucas e boas pra ele (rs) mas deixei por isso. Então Frida começou a falar umas coisas sobre cotas e ele se posicionou contra ela, e eu logo tentei argumenatar a favor dela, mas ela só ficava discutindo mais com ele, como se eu não estivesse ali.
Ele só falava merda, falou na frente de Frida que tinha achado uma menina da sala dele gostosa e etc. E eu tava visivelmente desconfortável. Noite vai e vai, vou ao banheiro, quando eu retorno Frida e o machinho se beijando. Meu mundo caiu ali. Eu sentei e eles continuaram a se pegar. Foi aí que João olhou pra mim e pediu um beijo, eu dei só um selinho e saí falando que tava com diarreia.
Eu vomitei de puto que eu tava naquele dia, só queria me matar, como ela tão esclarecida ficava com um idiota daqueles? Dois dias depois resolvi desabafar com uma amiga em comum, ela me falou que ele era um babaca mesmo e ela me falou pra expor os meus sentimentos pra Frida.
Ligando no mesmo dia, à noite pra Frida, ela não atendeu. Mandei uma música de Rubel pra ela (favorita nossa) e ela só falou pra eu ligar depois. Continuei insistindo na ligação e uma hora ela atende irritada, falando que tava com o babaca. Eles dormiram junto.
Eu passei a noite ligando pra minha psicóloga e fazendo exercícios de ansiedade.
Isso foi ontem.
E ainda não passou.
Foi mal pelo throwaway escancarado.
Ass. Um coração doído
submitted by coracaothrowaway to desabafos [link] [comments]


2019.10.08 02:31 AggravatingRemove Gagueira e dificuldade de lidar com pessoas

Olá para quem estiver lendo,bom, bom, eu tenho 19 anos e sou gago, minha gagueira é algo totalmente tolerável, não interfere no trabalho, aonde consigo atender o telefone normalmente, na escola eu tinha algumas crises de ansiedade na hora de apresentar trabalho mas com uma certa lentidão na fala eu conseguia apresentar o conteúdo( já que pra piorar eu tava muito nervoso), porém, quando você conversa comigo algumas vezes você vai perceber que eu sou gago, ou ao menos vai pensar que eu gaguejo demais para alguém que supostamente não é gago.

Após sair do Ensino Médio, eu desencanei da socialização estudantil, estou a 2 anos sem parado, sou auto-didata em muita coisa, porém estou sofrendo uma certa pressão para entrar na faculdade, desde que eu sai da escola eu não sinto mais animo para me socializar nesse meio estudantil, porém fico sozinho em casa, somente indo para o trabalho, academia e me voltando nos livros (estudo um pouco de tudo, desde economia aplicada a negócios, contabilidade, já que meus pais tem um pequeno negócio), porém sinto que estou desperdiçando bons momentos da minha vida nessa rotina monótona (apesar de sim ter algum auto-desenvolvimento).

Outra coisa é que eu nunca fiquei com nenhuma menina, modéstia acho que tenho uma boa aparência, todas as vezes que algum ou alguma colega comentou que tal menina tinha interesse (o que era dificil e aconteceu poucas vezes)eu simplesmente não ia, tinha medo de conversar, todas as meninas que eu tinha um certo interesse eu chegava por meios das redes sociais e nunca deu certo, o que não me traz bons momentos no EM. Quando saio em algum lugar com um amigo e vejo que alguma menina reparou em mim eu começo a ignorar por simplesmente estar com medo de tentar alguma coisa e ignorar é como se fosse um escape pra esconder minha vergonha.
Basicamente, acredito ter uma certa ansiedade causada pela gagueira e que ao longo do tempo se intensificou. Eu queria saber se tem alguém passou por algo parecido ? ou se tem algum conselho.

Malz o textão, serião hehe
submitted by AggravatingRemove to desabafos [link] [comments]


2019.06.27 03:41 Zolku Brasil eu preciso de ajuda, de um conselho, sei lá, to desesperado.

Minha cabeça dói, tem um nó na minha garganta e meu peito parece que vai explodir.
Um pouco de contexto:
Quando eu tinha 20 anos eu fui estudar na UFSC em Florianópolis, 1.000km longe da casa dos meus pais no interior de SP, no meu segundo ano lá eu conheci essa menina, a quimica foi meio instantanea, a gnt trocava olhares nos corredores e tal, mas ela tinha namorado na época e eu tbm namorava outra garota.
6 anos depois, no ano passado, eu tava solteiro denovo ja fazia 2 anos e ela também estava, eu tinha largado a faculdade depois de uma crise de identidade fodida e tinha acabado de vender uma cafeteria lá que comprei com o dinheiro da herança do meu avô e trabalhado nela por um ano inteiro. Tinha acabado de decidir que depois de 7 anos morando sozinho e me virando como dava, tava na hora de recolher os sonhos e voltar a morar com minha mãe no interior de SP. falltando exatamente 1 semana pra eu me mudar de voltei, começamos a nos falar pelo instagram, descobri que ela tbm tinha voltado pra casa dos pais na cidadezinha do interior de SC daonde ela é e tinha aberto uma lanchonete lá, então tinhamos bastantem em comum, bem rapido nos apaixonamos e agora ja passou 1 ano, oficialmente namorando, mesmo morando longe conseguimos nos ver algumas vezes, ela veio pra cá e eu fui pra lá, nos viramos como da.
Por tipo um mês já as coisas não estão tão boas como costumavam ser, a lanchonete dela não ta indo bem e ela ta fechando as portas, vendendo as coisas e tal, e por cima disso a vó dela ficou bastante doente, ta cega, surda, não anda e precisa de alguem cuidando 24h por dia, essas ultimas semanas ela passou algumas noites acordada cuidando da vó. Então por conta disso tudo, a ultima vez que conseguimos nos ver foi em março, 3 meses atras, e a maioria das vezes que eu ligo pra ela, ela não me atende, desliga na hora, depois diz que ta ocupada, ou tem parente no quarto ou ta trabalhando e nunca conseguimos nos falar, eu sinto saudades da proximidade que tinha comela.
Mas eu acho que o núcleo do problema é que, desde que eu voltei a morar aqui, 1 ano atras, ainda não consegui achar um emprego, mando meu curriculo pra um monte de lugar e ninguem liga de volta, então passo meus dias sentado na frente do computador jogando video game e vendo videos. Eu não tenho um tustão então deixei de sair com os poucos amigos que ainda tinha aqui e acabei aos poucos me afastando deles, então acho que acabei colodando nela toda a necessidade de atenção que eu tenho, e com tudo que ta acontecendo lá, acho que ela ta sobrecarregada. Mas eu pedi pra ir pra lá, trabalhar na lanchonete, dar uma força. ajudar com a vó dela, até dirigir ela pros lugares, eu quero ajudar, mas ela diz que se eu for vai ser mais uma coisa pra ela ter que lidar e não quer que eu vá.
Eu a amo, com todo meu coração e todo meu amor, eu realmente amo, eu quero fazer dar certo, ficar velho do lado dela, construir uma vida, uma familia, ter filhos e tudo aquilo, é oq eu mais quero em todo o mundo.
Hoje de tarde começamos uma conversa que tomou um rumo pesado, meio que ela colocou as coisas em perspetiva, agora ela ta trabalhando mas quando ela voltar disse que vai me ligar pra conversarmos, eu acho que é isso Reddit, acho que ela vai terminar comigo, e eu to desesperado. O que poosso fazer pra melhorar as coisas e fazer dar certo?
submitted by Zolku to brasil [link] [comments]